Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2008

Confusidades...

Imagem
Nestas últimas semanas, tenho andado distraída, inconsciente, meio inconsequente e bastante diferente do que sou. Andei preocupada comigo mesma, ainda que ninguém tenha notado, pois disfarço meus desesperos mais ínfimos com muito estresse e pitadas de humor. A minha face fechada e reservada deu lugar a um rosto visivelmente interrogativo, testa franzida e lábios mordidos, além das espinhas terem diminuído. O que me aflige?Mil coisas...Tempo, dinheiro, família, romance, emprego, estudos, religião. Estarei em crise? Eu sou em crise! Nunca me preocupei muito em pensar demais para realizar o que quer que fosse, mas isso tem mudado. Estarei me tornando covarde? Ou estou me tornando um ser mais racional? Sinto que também estou um pouco mais sensível...Milagres podem acontecer, vejam!Tenho me preocupado um pouco mais com o bem estar alheio, me questionado sobre o meu papel na sociedade e sobre a sociedade.Estarei me tornando filósofa?...Penso que a gente devia ganhar dinheiro pensando.Por que não?…
No instante exato em que cerro meus olhos
A noturna consciência veio ter comigo...
Foi uma conversa agradável, misteriosa e cautelosa.
Perdi o sono...
Refleti, refleti e refleti.
Terei me perdido no caminho?
Acaso as flores foram realmente mais sedutoras que os espinhos?
Terei mudado assim, tão de repente?
A minha essência ainda está intacta,
Ainda tenho minhas conceituações e preceitos.
Vivo para mim...
E sinto que isso está errado!
É hora de rever minhas atitudes e buscar mais que o simples materialismo insaciável,
Viver não apenas para mim...Creio ser a minha sina.
Então, devo voltar novamente ao início do caminho?
Já não será tarde?
Já o fado não me cansará mais uma vez?
São perguntas que surgem e que aturdem...
Borbulhas de emoções e sentimentos,
Decisão que tenho adiado por uma covardia que não é minha.
Cerro meus olhos, novamente,
Ah, mas, consciência, de ti não fugirei, por mais que estejas a me confundir... Sei que de ti arranco uma ultra-som de mim. Ana Paula Duarte.