Postagens

Mostrando postagens de 2009

Loucuridade insana e noturna!

Afinal o que é se permitir? E o que é conceituar ? Começo um texto perguntando, isso pode chocar, ou não!Adoro esse modo, espada de dois gumes, oito ou oitenta, os extremos! Mas pergunto mesmo isso, porque é a grande dúvida do momento. O que é se permitir? É apenas aceitar que há uma determinada vontade, realizá-la e realizar-se?Ainda que se quebrem algumas regras? Só isso? E conceituar, é o mesmo que definir e ao fazer isso delimitar também? É apenas isso? No sentido do dicionário pode até ser... E é. Mas eu quero buscar novos sentidos pra permitir e conceituar... O que essas duas palavras tem em comum? Sei lá. Pode ter tudo ou nada. Talvez eu nem saiba o que é filosofar, não tive grandes mestres, mas acredito já tenho certa vivência e isso me respalda. Sei é que gosto de escrever, de escrever o que penso, ainda que caraminholas, parafusos e pregos, umas coisas vão perfurar, outras nada farão, eu continuarei aqui, neste mesmo blog, com esse mesmo estilo e loucuridades m…

AAh...

Vou logo avisando, post desinteressante!


Só quero dizer
que quero viver com intensidade
numa voracidade,
como a velocidade 5 do créu.
Seguir viagem nessa terra de gigantes
Onde há nuvens e sonhos.
Imaginar, não!
Viveer!
Seguir exemplos, não!
Padecer...
E em meio a dores ou alegrias,
sentir sempre esta nostalgia
Que só se sente quando se vive como eu.
Como eu vivo?
Boa pergunta!
Respiro, me alimento, etc, etc...
Observo olhares, mãos, gestos, pessoas, o sol, a lua, o vento...
Absorvo vida, o Espírito que cada ser vivo tem
E tem luz, não há distinção.
Curto minhas fossas,
Vibro com as vitórias,
Jamais aceito um sábado de marasmo.
Amoo demasiado!
Odeio demasiado!
Sou composta de exageros,
exageros meus que me fazem tãao bem :D
Viver é o que há!
Ainda mais quando não se pensa muito no que é alheio.
Que grande presente temos, aproveitemos, então!!

Ana Paula Duarte, vivendoooo e feliz *__*
Ps:Não tive intenção de fazer apologia ao funk, naada contra, muito menos a favor.Só me referi aí em relação a velocidade, pois é t…

Cia Cuca de Teatro leva jovens artistas para os palcos

Imagem
Teatro é Ponto de Cultura em Feira de Santana. O convênio com Governo do Estado vem possibilitando a inclusão social de jovens estudantes da rede pública de ensino localizadas nas proximidades do Centro de Cultura Amélio Amorim, local onde o Projeto Cultura Mais Circo acontece desde agosto de 2009. Teatro, música, técnicas circenses e inclusão digital, são as oficinas gratuitas oferecidas aos 100 alunos das escolas Monteiro Lobato, Maria Antônia da Costa, Luiz Eduardo, Odorico Tavares, João Paulo II, Ecassa e Niltton Belas Vieira.
"Para fazermos a seleção das 100 vagas do Projeto contamos com o apoio dos diretores das escolas beneficiadas onde foi feito uma pré-seleção e, por conseguinte uma entrevista individual com os alunos que serviu de suporte para a seleção definitiva da primeira turma do Projeto", comenta a coordenadora geral Elizete Destéffani.
Para Camila Dias, monitora das aulas de inclusão Digital e assistente da coordenação, mais do que ensinar, o Ponto de Cultura …

As pessoas estão fantasiadas*

Imagem
As pessoas estam sempre nos surpreendendo.Sejam com boas ações, duvidosas, ou mesmo más.A verdade é que toda máscara cai um dia, por mais que se disfarce, pois a índole é algo indisfarçavel e a aura, coisas que poucos acreditam, não depende de temperamento para ser obscura ou irradiar luz.
    Durkheim, o pai da Sociologia, já explicava o "fato social" como um modo de manipular o indivíduo, impondo-lhe regras e dogmas da sociedade, ou seja, fazendo-o pensar que antes do individual está a coletividade.Mas, de fato, qual é o indivíduo que pensa assim?Bem poucos, e a maioria já morreu e foi canonizada, outros estão por aí, e nós precisamos nos esbarrar em pessoas assim.     A grande verdade do ser humano é que somos todos egocêntricos e estamos a todo tempo usando uns aos outros e ninguém quer assumir essa clara verdade.Usamos, crescemos, sugamos e quando aquele outro ser não nos oferece mais nada, quando já não há interesse ou se encontrou algo novo a ser explorado, tem-se o…

Sobre a ganância

Tenho ódio da ganância, vos afirmo vorazmente!
Por culpa dela, vi pessoas queridas afundarem na lama
Vi desconhecidos correndo sem grana,
Vi a dignidade se tornar extinta.
Por causa da ganância, vi mães chorarem, filhos sofrerem, amores morrerem...
E por causa da ganância, eu vi o homem se afastar de Deus
Se esgueirar na lama, cair da cama, quebrar o pescoço e acabar na cova raza de um cemitério qualquer...

Ana Paula Duarte.

Meu ouro

Imagem
De valor irrevogável, os tenho todos/as a peso de ouro.
E com a estima quase que de mãe, companheira, amiga, cúmplice, filha e irmã.
Mãe porque muitas vezes assumo a chatice característica pra dar as tão famosas "broncas de amor".
Companheira, amiga e cúmplice porque independente de idade e seja lá qual for a vibe, meu nome é "tou dentro". Já que os meus amigos me permitem isso! Os meus amigos são os melhores!Insubstituíveis, meu chão, minha alegria, consolo, tuuudo de melhor que há!
Filha, porque muitas são as vezes que eles cuidam de mim em meus típicos surtos alcóolicos, ou quando insana, preciso. E olha que sempre preciso!
E, finalmente, irmã porque toda irmã é chata, briga e emburra, mas ama incondicionalmente, está no sangue, é inato!
Meus amigos!
Os irmãos e irmãs que eu pude escolher...Cada um em sua particularidade, loucos e santos, crentes, umbandistas, católicos, pagãos...
Loiros, morenos, negros, lilases, amarelos...Independente de sexo!
Lerdos, espertos demais,…

Sete minutos

Imagem
Quer saber como acabar com um amor em sete minutos? Eu sei!
Destile o seu mais profundo e letal veneno, todas aquelas palavras feias e cortantes que a autodefesa permite.
Use e abuse do orgulho, da prepotência e sinta-se superior.
Esconda a dor, manipule o nervoso, a falta de ar, o desespero...
Forje!Finja- se um ser de pedra, é sim...De pedra.
Não se arrependa, não chore, não sofra. O teatro precisa de você!
Depois, sorria e finja que é feliz, julgue-se superior, desminta que sente falta, diminua e relampeje!
E por fim, corte os pulsos, quando cair em si e descobrir que de nada vale toda essa palhaçada quando se ama e se quer de verdade.
Em sete minutos se vão as esperanças de uma vida, de um amor, ou simplesmente uma amizade...
O mundo pode acabar em sete minutos. Sete minutos, os mais insanos da minha vida.

Ana Paula Duarte.

As borboletas voltaram

Imagem
As borboletas voltaram. Mais coloridas, mais bailarinas e mais vivas do que nunca! Nossa, o quanto estavam distantes e apagadas, mas eis que se renovaram as suas forças, seu vigor e alegria. Esperança trouxeram de volta consigo. De dias melhores, de ares melhores, de pessoas melhores no mundo. O mundo... Este vil quase leva minhas borboletinhas, mas cansei de ficar sentada a esperá-las, chorando acomodada, como vítima... Levantei-me e fui buscá-las! Me trouxeram de volta o ego e a confiança, até meus velhos defeitos, tudo o que compunha minha essência, tudo o que sempre me fez ser este ser profuso, autêntico, por vezes antipática, por outras solidária... AS BORBOLETAS VOLTARAM' Quero que todos saibam da grande novidade! Que enche minha alma de um gozo inefável e inenarrável.
E quando elas chegaram, grandes e muitas foram as coisas ruins que expulsaram... Elas me ressucitaram!!
Como ansiava por seu retorno, eu amo minhas borboletas e é por elas que eu vivo!! Minhas borboletas são os meus s…

E definitivamente...

Quando passas, nessa minha rua calçada de mágoas,
O passado recente se revela tirano e decisivo.
Mas o insistir nas rosas é vício meu.
Obcessão, pilhéria minha, brinquedo do meu ego...
Meu amor!
Houve julgamentos de todos os tipos e nenhum deles, em nenhum momento me trouxe real definição.
Pois não há e é o que me instiga a continuar.
Alimento um câncer?
Ou apenas sinto?
...
Me tornei refém de lembranças nem tão profundas e queridas, mas que me chegam a todo momento.
E quando me olhas sinto algo de maior...
É indefinível e utópico,
é um querer insano e um não querer racional,
E quando passas, por mim posso sentir teu calor
E o desespero que é a dor de não te ter.
E quando falas comigo posso delirar com tua voz
Tamanho o sentimento.
Tudo coopera pra que eu não acredite neste sentimento.
Meu comportamento psicótico, minha falsidade que disfarça...
A sua burrice em não notar.
Eu te amo e não sei onde isso vai parar.
Preocupante,
Distante, intrigante e irritante.
É implacável querer que …

Descaminho

Ele chegou assim
Como quem queria de mim
Descobrir o mundo
Quem usou a quem
Esqueceu-se também
De avisar ao coração

Sem caminho, um outro dia,
Na minha porta bateu
Arrepiou-me a nuca
Mas meu ego és minha culpa
E meu coração é dolo seu

E verdades contou-me
Porém a vaidade deixou
Escapar-me a visão enxuta
Pois meretriz foi minha decisão
E injusta minha falsa nova paixão


Hoje me pego com outro alguém
Que eu não sei de onde vem
Que não sei quando vai partir

A mim ainda sinto quente
As suas mãos em meus seios
A sua boca, meu anseio
Seus músculos, meu desafinar

E então no ápice da paixão
Uma alma já fundida
Encontrou o descaminho
Em minha razão,
Digo, em minha ilusão.

Vítor Bardo.
Amigo, artista nato.

Indefectível

Eu procuro alguém,
Pra chamar de meu.
Eu procuro um amor
que a rotina não desintegre,
um amor de pedra.
Talvez jamais encontre,
mas em meus sonhos é este que impera...
noturno e insano,
meu devaneio adolescente.

Ana Paula Duarte

Não há resposta para tudo.

Por que te amo?
É uma pergunta atormentadora, que você já me fez e eu nem soube responder...
Porque te amo não importa, o que há de relevante é que amo e ponto, com voracidade e certeza deste sentimento.
Amo ao imperfeito, amo o humano, ao traste e amo o que há por trás deste traste, pois não amo o desconhecido, e talvez por isso eu não consiga dar a indiferença merecida, talvez por isso ainda tenha esperança e viva buscando explicação para o inexplicável( característica inata humana).
Amo, e já não dói como antes, porém continua forte...A saudade é a vilã, que chega quando estou em paz de espírito e muda meu humor, tira meu apetite e me faz sonhar e ansiar pelo momento em que te verei, ainda que de longe, e terei certeza apenas de uma coisa:TE AMO e isso me acalentará.
Pois amar é isso e não necessitam mais explicações.
Por que te amo?
Não encontrei resposta lógica!


Ana Paula Duarte.
Escrito em 28 de abril de 2009.

Estilhaçado

Imagem
Imagem do Google

Na escuridade do meu bruto coração

Sempre há espaço para mais  decepção

É mais uma ferida

Nada tênue 

Nada indolor

É mais lamento

É  mais saudade,

É mais rancor.

E o meu coração vai se fechando

Como quem não quer sofrer

Vai

Reduzindo o espaço ocupado pelo amor

Transformando-se em pedregulho.



Por que sofremos?

Para sofrer basta estar vivo, dirá alguém.

E para continuar sofrendo,

Basta continuar amando.





Ana Paula Duarte
Imagem
É incrível o efeito que faz uma simples migalha de atenção do ser amado.Tudo se dissipa:passado, dores, razão!É como se tudo fosse mais fácil e o amor encontra seu ápice.As lembranças vêm e atordoam um juízo não muito seguro e já amalucado, e a vontade que dá é largar tudo e amar enfim.Só que as coisas na vida nunca são simples, ou até são mas nós complicamos.A verdade é que o medo do sofrimento nos baratina e congela.A primeira vontade que vem a mente é responder desesperamente um EU TE AMO APESAR DE TUDO, mas aí, paraliza-se o amor e o ego retoma suas forças, gritante por razão.
Sei que já está tudo mais que finito, mas meu coração não enxerga assim, apesar de saber que não perdi lá grande coisa (aí fala o ego maldoso), pouco me importa a grande coisa, já que o quero não posso ter...Ou será que posso?O que me impede?É medo de sofrer ou medo da opinião alheia?Não posso esquecer o quanto sofri por ter me entregado de forma tão explícita e vêemente e depois descobrir mentiras, traíções…
Imagem
Eu, bem, sou uma mulher nada frágil, pois é, uma mulher...Parei pra pensar ao escrever isso, é muito forte ser mulher, é difícil no início, você sofre com as mudanças e todas as responsabilidades que acaba assumindo.É engraçado, porque toda menina sonha em rapidamente se tornar uma mulher, mas, mal sabe os percalços e as complicações que isso emprega.
Tornei-me uma mulher e demorei um pouco pra perceber, quis ainda continuar com alguns hábitos e manias de menina, e isso custou algumas quedas e consequentes lágrimas, até que fui me adaptando a idéia e tenho buscado ser mulher e obter êxito nesta função.Mas, como se é o ser mulher?Isso é coisa de instinto, a gente só aprende tentando mesmo, já que não há um manual e não nascemos prontas.Até escrever tem sido complicado, porque não sei porque eu agora me preocupo mais com o que escrevo e sobre o que escrevo.
No quesito relacionamentos tenho buscado ser menos apaixonada e instintiva e mais racional.Tenho apresentado uma sede dem…

...

Tenho passeado bastante por diversos blogs, ricos, engajados e divertidos, com textos suuper inteligentes e que sempre tem a ver com algo meu, são artigos, textinhos, charges, conselhos, mil coisas que exercem sobre mim um bem inenarrável...Sinto-me aliviada por perceber que não sou a única a sofrer seriamente problemas inter-pessoais.   De tudo o que vi, li e senti, cheguei a uma conclusão preocupante e triste sobre os relacionamentos.Em sua maioria, a falta de sintonia é gritante, enquanto um quer ir pro Alasca, o outro quer pegar onda no Hawaí. Já não há entrega, por consequência e trauma de relacionamentos anteriores, que fracassaram e causaram feridas na alma, dores e por fim, o medo da entrega.Outros relacionamentos, um acaba invadindo demais o espaço do outro, como se pudesse de alguma forma controlar, manipular, tornando a relação um jogo perigoso, pois afinal, as pessoas sempre terão seus momentos de privacidade interior.   E por falar em jogo, essa palavra como também o hábi…

Aguardo

Assim como és meu amado,
Sem te conhecer, já te vejo enebriado
Pela bruma da paixão outrora adormecida,
Embalado entre as canções mais queridas
Pela estrada eu sabia que caminhava a me procurar.
Eu sou aquela feita sob medida...
Aquela que nasceu para ser amada por ti,
Metricamente perfeita para recebê-lo em mim.
Sinto suas mãos a me tocar
Os seus dedos meus cabelos a acariciar
Tremo com teus beijos em noites enluaradas de puro desejo,
Onde dois se tornam um.
O cortejo nupcial dos seres predestinados:
A esposa e esposo esperado.
Num sonho lindo, eternos namorados.
Assim como és, amado,
Quero te receber...
Em minha recâmara contigo a vida inteira adormecer.


Ana Paula Duarte.

Uma postagem que reflete meu momento atual...

Imagem
"Não se acostume com o que não o faz feliz, revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue.
Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!"

Fernando Pessoa


Pessoa fala por mim e por todos os que possuem a sensibilidade da entrega, porém sem a cegueira costumeira e mortal.


Desabafo

Imagem
Eu gostaria muito de externar aqui minha revolta.Até mais que uma revolta, um grito, um desabafo. Porque que a minha felicidade dura pouquíssimo tempo?Isso é demasiadamente injusto!Começo a estar enfeitiçada, Paro de andar nas ruas para começar a bailar,Deixo de ouvir música avulsa para selecionar e apreciar um som que seja próprio para o momento da minha alma, começo a sorrir mais que o costume e ter a vontade imensa de acordar todos os dias e contar as horas para encontrar uma pessoa, sinto a agonia que é querer bem, a vontade de acariciar, de ter por perto, de cuidar...E de repente, qualquer coisa besta acontece e volto a estaca zero.Volto a vida besta, ao tédio, e pior, volto a sofrer!A vida gosta de me dar cascudos...Mas porque será?Afinal, sou apenas uma menina em um corpo de mulher tentando acertar ao máximo, querendo apenas seguir sua consciência, querendo viver doidamente tudo!Querendo curtir cada bom momento e abstrair os ruins...Mas os ruins sempre voltam e isso me caleja!V…

Perguntamentos...

Imagem
Eu tenho sonhos grandiosos, Porém, são apenas grandiosos e eu nada sou.
Por que nada é fácil?
Por que sempre sofro?
Por que comigo a vida joga duro?
Trabalho, estudo, vontades, família...
Tudo!
Será que vou conseguir vencer?
Será que ainda vou ser alguma coisa que preste?
Como sempre...Pergunto-me!
Enjoei de tanto perguntar,
Pois as respostas nunca vêm...
Não quero falar de meus poemas,
Já não quero falar de vida, de esperança, nem de paixão. E me cansei de promessas que nunca vêm... Aqui só o negativismo impera,
Viveremos cada sentimento por vez.
Mas gostaria de saber, enfim,
Estou pagando pelos erros de quem afinal?

Ana Paula Duarte.

Meia-noite

Imagem
Apagar a luz,

É hora de dormir e esquecer quem fui.

Embrulhar-me em meio ás cobertas,

Ser levada pela paz do sono...

Desligar os sentidos e sumir

Na dimensão do meu subconsciente.

Esquecer quem fui, esquecer quem fui, esquecer quem fui!

-

Raiou um novo dia,

Dia que me trará alegria!

Novas oportunidades, novos rumos, novas metades

Novo tudo, renova-se a liberdade!

Enamorar o futuro,

Não possuir saudade do passado

Ajustar meu tempo, precioso tempo...

Deve ser gasto com quem merece!

-

Mas, ah, já é meia-noite!

Apagar a luz.

Nascerá um novo dia,

Esquecer quem fui.

Ana Paula Duarte.
Imagem
Obrigada meu Deus pelas coisas lindas que fizeste na terra, até mais lindas que a própria criação do homem. Obrigada por ter me dado os cinco sentidos, para com eles poder apreciar todas as belezas, sabores e sentimentos, trocar energia com a natureza, tão poderosa e autônoma a ponto de nos deixar atônitos e sem palavras para descrever a profundidade de sua perfeição. Uma imagem vale mais que mil palavras, e a esse contexto se aplicam as belezas naturais, as brasileiras então, são indescritíveis, inefáveis e exercem sobre mim um fascínio tremendo e me fazem desejar andarilhar por aí sem destino certo, apenas vivendo de interação cultural e do desfrute das belezas da minha terra. Quantas coisas tão lindas, sou ufanista nesse quesito e o seria ainda mais se pudesse. É difícil tentar retratar com palavras sobre os vastos sentimentos e tudo que adquiri desde que passei a olhar mais nitidamente para a natureza, com um novo olhar, não aquele que imagina o que pode retirar dela, mas aquele …