Indefectível

Eu procuro alguém,
Pra chamar de meu.
Eu procuro um amor
que a rotina não desintegre,
um amor de pedra.
Talvez jamais encontre,
mas em meus sonhos é este que impera...
noturno e insano,
meu devaneio adolescente.

Ana Paula Duarte

Comentários

Gilbamar disse…
O amor é uma constante busca; feliz de quem encontra o seu.

Poético abraço do amigo Gilbamar.
Raoni Lôbo disse…
Gostoso de ler, traz paz é lindo como você! gostei muitoo!! *-* Talvez n... talvez sim! ;D
Eu ia até dizer que procuro também...
Mas ando pouco romântica...!
Versos lindos os teus, meu subconsciente concorda, mas não dou a aousadia agora...
Se esse amor quiser, ele que terá que me encontrar! rs
Daniel Savio disse…
Não procure apenas, ache este amor...

Sinceramente, você é linda e inteligente, por isso todos os homens gostariam de ter ao teu lado...

Mas deixe escolher apenas aqueles que te mereçam...

Fique com Deus, menina Ana Paula Duarte.
Um abraço.
Anônimo disse…
Gostei desse poema. Simples e ao mesmo tempo profundo. Sucessos, AnaP :0)

Ass: João Paulo

Postagens mais visitadas deste blog

Término Pós- moderno de um idílio amoroso

Escreva, Ana!

O olhar de Margot sobre a vida adulta