Um breve amor de metrô.



Eram seis da tarde e eu como sempre estava livre e atrasada ao mesmo tempo. A vida em Sampa é tranqueira, correria todo o dia, agonia que me fez esquecer a calmaria do interior da Bahia, de onde saí em busca dos meus sonhos. Peguei a bolsa, o jaleco e saí correndo como sempre fazia. No caminho nenhuma grande novidade, eu continuei a andar bem, bem rápido. Enfim cheguei ao metrô, seria uma longa viagem em meio ao aperto, e eu pela milésima vez olharia para o relógio, leria alguma coisa e receberia umas trinta ligações e broncas.
E eis que de repente, uma presença fez mudar-se a minha rotina. Olhei imediatamente, senti um odor convidativo, masculino, sexy. Veio em minha direção e sentou-se. Nos entreolhamos. Ele fez que ia pronunciar qualquer coisa, mas calou-se. O fez novamente, e mais uma vez calou-se.Não suportando aquela agonia, fui direta e louca:
- Está engasgado?
Ele me olhou desesperado.
- Não- Sorriu e eu morri.
-Ah, desculpe.Nossa...que louca eu né?Rs...Nunca parei pra conversar com ninguém no metrô! -Que absurdo, que merda eu disse, eu me odeio.

Ele simplesmente riu e perguntou:
-Você não é daqui, não é?
- Isso, sou baiana.
-Hum, legal.
-E você?
-Eu o quê?- Ele também parecia nervoso.
-De onde é?
-Daqui mesmo.
-E você? Ops, que doido, você já havia dito...
-Desligado você!
-É que eu preferi reparar na beleza do seu sorriso e era isso que eu tentava dizer, daí pensou que eu estivesse engasgando, de certa forma sim, mas você já me deu uma ajuda.

Eu morri, eu morri, eu morri! O metrô podia quebrar agora, a luz podia se apagar, podia dar uma pane geral na cidade lá em cima, o tempo podia me dar umas três horas a mais ali com aquele homem desconhecido, que num magnetismo surreal me atraía, me fazia desejá-lo desesperadamente. Ficamos ali conversando até que chegou a hora de sua partida. Despediu-se com um aceno e um olhar perdido em mim...E eu fiquei ali extasiada, enamorada de um transeunte qualquer. A vida se seguiu e nunca mais o vi. Quem nunca imaginou viver um amor de ônibus ou metrô? Quem nunca entrou em um metrô imaginando encontrar ali sua alma gêmea?
E vieram novos e brevíssimos amores de metrô.



Ana Paula Duarte.
Ps:Essa história é apenas um conto, em Feira não tem metrô...Só buzu sucateado...rs e aff!Portanto, aí reina apenas meu eu lírico.Beijos.

Comentários

hahahaha
Acho que não era pra ser engraçado mas eu ri pacas Ana!
Amei as expressões "eu morri" a gente sempre pensa isso qdo falam algo desse tipo, ou pior, a gente tb pensa isso qdo é a gente que fala...mas qdo falamos alguma merda!
rsrsrs
Achei a sua cara isso sabia? O tom de oralidade, a Baiana, e lógico o cara bonito...
Se fosse eu no metrô não dizia nada... Senão correria o risco de morrer literalmente: ataque do coração mata fia! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Muito massa!
Que venham amores de busu, de metrô (essas coisas sempre vêm) mas que não sejam tão breves...

Ou até que sejam, pq senão podem perder a graça!

Sou confusa demais! vixe! rsrs
Ps.: amei a foto do post!
Sininho disse…
Querida Ana Paula, gostei dessa história de amor repentino no metro e a foto muito linda a condizer. Pena que não se tenham visto mais.
Bom resto de Domingo e boa semana com muito carinho, paz e alegria no seu coração.
Beijinhos carinhosos.
Esses encontros,olhares,palavras engasgadas,nos metro,onibus,avião,enfim...
Já aconteceu isso comigo a um tempo atrás e acredite amiga,penso nisso até hoje,momentos lindos,olhares singelos,passageiros sim,mas momentos e minutos que valeram muito.

Qto a sua amiga,mande sim o texto para ela,e não deixe virar o ano sem vcs se entenderem ok!!

Um gde abraço,obrigada pela sua visita,seu carinho e,por se tornar seguidora desse espaço meu.

beijooo.
é um caso a parte!...
geralmente as pessoas que usam o transporte coletivo estão com a cara amarrada, ouvindo música, mascando o chiclete de 4 horas atrás e fedem! Este ser "mutante" não devia estar na linha vermelha do metrô rs... Já foi ao Brás? rs qse te jogam nos trilhos rs... em fim, foi algo interessante! bjs
Daniel Savio disse…
Esse texto é uma criação sua, ou uma narração criativa de uma história tua?

Já aconteceu de conhecer alguém no ônibus e ir conversando com a pessoa durante todo o trajeto...

Fica com Deus, menina.
Um abraço.
Aqui não tem metrô, mas tem ônibus transcol... A viagem é longa, meio apertada, mas delas nascem cada história... até mesmo de amor!
beijos e borboleteios
R.Vinicius disse…
A foto casou muito bem com o conto :) Eu adorei o conto. Gosto da sua forma de escrever. Eu ficaria quieto, sou tímido, não tanto, mas o suficiente pra travar em algumas situações ou ficar vermelho :)

Abraço. Ótima semana,

R.Vinicius
Eurico disse…
Claro q pode me linkar e fico vaidoso com isso. Adoro a Bahia e como vc pode ver nos posts, o Caetano Veloso.
Um abraço forte e amigo pra vc.
Bandys disse…
Adorei!!
Beijos
Vivian disse…
...enquanto ia te lendo,
pude imaginar a cena de
dois olhares que se cruzaram
num espaço qqr, e deste encontro
é claro que ficam as boas lembranças que jamais esqueceram.

sonhos ou não...
delícia de post!

muahhhhh
Gilbamar disse…
Oi minha amiga Ana, estive viajando durante dez dias e fiquei um pouco afastado dos amigos virtuais nesse período, mas agora voltando com todo gosto para visitar a quantos fazem parte do meu círculo de amigos especiais, como você. Gostei da criatividade do seu conto e da universalidade do relato. Muito bela e interessante forma de falar sobre amores passageiros.

Deixo meu fraterno abraço amigo.
Anônimo disse…
massa d+++ po!!!!!!muito engraçado!!!!!!!
ass super cleyton
wagner442 disse…
Tenho boas histórias sobre casos e acasos em ônibus casa via universidade ou vice versa.
Olá !!! Ganhei um selinho e estou te dando um tbm! Seu blog é muito bom e merece ter vários! Se você quiser... pegue no meu blog... se não quiser, saiba q merece! bjão
Melsavinon disse…
Que conto legal!
Gostei demais!muito bom!Pude até vizualizar a cena
imaginando tudo...cada olhar,os sons,muito bom!
Bjinhos
loira mexicana disse…
Gostei muito daqui!Também escrevo contos!Amei a foto!
Bjs
mariela disse…
Olá!
Recebi um selo de duas blogueiras e nas instruções eu deveria repassá-lo para 15 novos(as) blogueiros(as).
Você foi uma das minhas escolhidas.

Passa no meu blog na postagem "Prêmio Dardos" e copie o selo.

[]'s
http://livinginskin-mari.blogspot.com
Daniel Savio disse…
Menina, tenho uma pequena surpresa para ti numa postagem do 19-12-2008...

Fica com Deus, Senhorita Ana Paula Duarte.
Um abraço.
Daniel Savio disse…
Ai, ai, pessoa que deve esta aproveitando as festas, mas aproveita por mim também, está bem?

Feliz natal e um próspero ano novo, para ti e a sua família.

Fica com Deus, menina Ana.
Um abraço.
Ynot Nosirrah disse…
Não custa sonhar. Se querem criar um metrô em Sobral, por que não em Feira de Santana também? O problema é esperar que o de Fortaleza fique pronto. Mas não desanime, porque passei aqui hoje para prestigiar seu trabalho e trazer a paz do Senhor que me foi oferecida na missa do domingo passado.

Feliz Natal.

http://conscienciaacademica.blogspot.com/
R.Vinicius disse…
Ana porque você some hein? =/

Abraço,

R.Vinicius
Ana Paula Duarte disse…
Pessoaal!!
Estou de férias e só volto a postar no Blog no fim de Janeiro, Boas Festas a todos!!!
R@mon_Vitor disse…
Opa...
Muito bom por aqui.
Meus Parabéns.
Adorei o conto do metrô... Interessante e bem escrito.

E obrigado pela visita, pelos elogios... E por tudo o mais...
Com certeza de linkarei.
E agradeço por me likar também.

Até breve.
Atenciosamente,
Vitor.
Daniel Savio disse…
Ai, ai, pessoal sem graça que sai por tanto tempo de férias...

Hua, kkk, ha, ha, vamos dizer que é meia verdade (mas qual parte você tem de descobrir).

Vê se traz bastante histórias para contar destas férias prolongadas.

Fica com Deus, menina e amiga Ana Paula.
Um abraço.
Bill Falcão disse…
Hehehe!!! Valeu, Ana!
Até 2009!
Bjooooooooo!!!!!!!!!!
~PakKaramu~ disse…
Happy new year and always smiling
silvia masc disse…
Bom dia e Feliz 2009! Navegando vim parar aqui, e confesso que adorei o que li e vi. Parabéns moça! Voltarei, tenha certeza. Bjs.
anareis disse…
Boas entradas de ano.Estou fazendo uma campanha de doaões pra montar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doacões no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abencoe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com
anareis disse…
Boas entradas de ano.Estou fazendo uma campanha de doaões pra montar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doacões no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abencoe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com
Pena disse…
Simpática Amiga:
Um mensagem poderosa. Extraordinária, que se sente poderosamente!
Possui um génio criativo de enternecer e maravilhar
Um texto doce e de fascínio, sem fim...nunca acaba...nunca termina.
Queria deixar-lhe algo, que é meu:
O profundo valor da existência que está patente em mim, conheço-o.
Bem demais!
Coabito na compreensão dos que me amam. Sinceros. Puros. Ternos. Entendedores.
Não vou falar do amor, porque há amor. Estou certo disso. Disso posso estar certo e convicto.
Que alguém valioso como um tesouro escondido descortine a pureza e beleza do seu extraordinário e fantástico Ser.
Beijinhos de imensa amizade, estima e respeito.
Bem-Haja amiga!
Deslumbrado...

pena

OBRIGADO por existir e pela sua amizade para comigo.
Juliana David disse…
Olá Ana!!!

Feliz 2009!!!

Um amor assim inesperado, é sempre muito bom. Massageia o ego, levanta a auto-estima e dá aqule "frisson". É bom demais!!! mesmo que seja ficção.


Beijos.

Pensamentos e Poesia
Tem selinho la para vc.

beijooo.
Pedro disse…
Ai, que história... Compreendo a sensação de dizer coisas parvas, mas que na altura se calhar não são tanto =P

Tudo é possível, talvez um dia te cruzes com alguém que se torne muito importante na vida...
Voltei para te oferecer mais um selinho amiga.

Otimo domingo.

beijooo.
Oi, faz tempo que não acesso, mas agora estou de volta.... gostaria de desejar-te muita saúde e felicdade nesse ano de 2009.
Beijos e fica com Deus.

Obs: Gostei do conto do merô. :)
Prêmio lá no blog para vc.

beijooo
Daniel Savio disse…
Já era para te voltando senhorita Ana...

Fica com Deus, menina viajante.
Um abraço.
Gabyh Banki disse…
Desculpe invadir assim..acabei vindo parar aqui no seu blog por acidente ;)
mas tenho q dizer q esse texto me chamou a atenção. quase uma crônica divertida. adorei. não pude deixar de comentar.
continue assim. beijinhos ;*
Gustavo Neto disse…
Adorei essa trama! fiquei preso até o fim. lendo já preparava a pergunta, se era de verdade.

parabéns

valeu por visitar lá o blog

tenho sonhos de poeta e vontade de pateta.

tem postado mto pouco, mas tamo aí!

Grande bjo

Postagens mais visitadas deste blog

Término Pós- moderno de um idílio amoroso

O olhar de Margot sobre a vida adulta

Escreva, Ana!