Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

I love smartphone

Imagem
Imagem do Google
Sempre é tempo de ressignificações. Alguns momentos em maior intensidade. É o caso de agora. Tenho vivenciado e observado diversas facetas da vida adulta que e têm sido decisivas nas escolhas de minha vida. Avaliações e reavaliações que, por ora tendiam para pessoas, mas que acabaram resvalando em uma segura autoavaliação de diversos aspectos. Um deles, em específico, gostaria de compartilhar aqui.


     Há cerca de duas semanas atrás eu estava procrastinando na internet e encontrei um texto que falava sobre o uso excessivo desmartphones. Me identifiquei na hora.     Mesmo que tenha realizado há meses atrás uma limpa de aplicativos inúteis e viciantes que roubavam muito do meu tempo, me desfeito do facebook e me policiando quanto ao uso dowhatsapp, resolvi instalar um aplicativo chamadoBreakfree, que faz uma checagem de quantas vezes o usuário desbolqueia o celular e transforma os dados em gráficos diários, semanais e mensais, que calculam a quantidade de horas de uso. Bom,…

Distração

Imagem
Imagem do Google, releitura de O Beijo, de Gustave Klimt
Era madrugada e as primeiras gotas de sereno caíam do céu.
Beijei-o
Beijou-me.
Já não existem os galanteios.
Olha-se para a boca
Deseja-se e beija-a
Rapidez e liquidez.
Que teu beijo me seja
Amuleto, caminho, perdição
Beija-me com força e atração
Engole-me, preenche-me
e apraz.
Desequilíbrio, invasão, perversão.
Delírios e línguas
Quem são os estudiosos do beijo?
A mim basta que seja voraz.