Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Eleições 2010

Imagem
Olá leitores do Anaconbafulando,
    Da data de hoje para o dia 03 de outubro faltam exatos 7 dias. Sete dias para as Eleições Presidenciais, Senado, Governo Estadual e Assembléia Legislativa. Em um único dia é decidido os próximos 1.459 dias.É decidido o futuro do nosso país.     Há pouco menos de quinze dias eu decidi, após muito especular quem seria o meu candidato a presidência, o cargo mais importante de todos e que por muito tempo, pensei não haver um candidato digno nesta eleição de substituir o atual presidente Luis Inácio Lula da Silva, a quem muito estimo.     Recebi o artigo que segue abaixo por e-mail, achei mesmo muito interessante e inteligente a percepção da brilhante colunista Ruth de Aquino e, portanto, gostaria de compartilhar com vocês e por que não, já que a liberdade e a democracia me permitem, fazer propaganda para minha candidata.


A Marina do dedo verde Ruth de Aquino

raquino@edglobo.com.br Quando ela fala, veias caudalosas se projetam no pescoço. Marina Silva tem uma …

Elucubrações 2*

Imagem
Imagem google

Se numa manhã bem fria e convidativa a se estar na cama, você se levanta, se agasalha e vai ao médico entregar a papelada de exames feitos no seu check-up anual. Até aí, tudo rotineiro, até que  o que ouve como diagnóstico é um câncer terminal. Isso não estava nos seus planos, não está nos planos de ninguém. O  que você faria? Agora, logo nesse exato momento de sua trajetória, sua juventude seria tirada, toda sua vivacidade, projetos, seus achismos, seus momentos, suas saídas, sua beleza, tudo, tudo isso acabaria...Então, me diz o que você faria? O que seria de seus amores, dos teus planos e do seu futuro? A MORTE. Está para os adultos assim como o bicho papão está para as crianças. E aquele abraço que ficou para amanhã? E aquela palavra não dita? E as mágoas deixadas? O que será feito de tanto orgulho? De tantas imperfeições que te fizeram deixar de ser tanta coisa, de tantos medos que te acorvadaram...Ser humano é ser burramente falho, deveras oscilante e…

Monotonia

Imagem
Maria Rosa Fernandes Monteiro
Devidamente registrada
Existiu nesse mundo.
Um dia morreu...
Devidamente registrada,
Coitada!
Nunca viveu.












Ana Paula Duarte.

E nem era pra ser assim

Imagem
Tenho achado tudo sem sentido...não sem sentido não, quis dizer, fora do sentido, fora da ordem,mas assim, não que isso seja ruim, também não sei dizer se é bom, acho que isso também faz parte dessa saída do sentido das coisas.... Eu hein...não quero aqui falar sobre como as pessoas eram equilibradas, por que nessa minha vida, não me lembro de ter conhecido alguém normal, nunca, de minha mãe até os loucos de pedraaa que encontro nos pontos de ônibus e acham que são meus amigos de infância,e me falam de como o céu ta azul e de quanto a roda roda enquanto ele está lá parado.... nunca um ser humano normal cruzou meu caminho e nessa altura da vida, to começando a achar que se algum dia eu encontrei um alguém normal eu não devo ter percebido... Mas daí me vem uma outra idéia será que a anormal sou eu...que sempre (assim como todo mundo) olho e vejo as coisas pelo meu espelho destorcido...não sei...mas se for, e daí? Não vai mais fazer diferença, porque o que acho mesmo é que cada pe…

Hoje acordei meio Psiquê

Imagem
O que queres que eu faça Que me deixe embeber desta luxúria alucinante?
Que beira a loucura e ternura conflitantes Antes que a matéria se desfaça Ei de ter ainda aquela noite no castelo de Eros Em noite densa e misteriosa Onde te entregarei doçura, beleza e malícia E por rebento nascerá Voluptas, De cujo o prazer nos enebriará. E se pela terra inteira eu tiver que te procurar Perante Afrodite tiver que me submeter Por ti, querido hei de fazer E no final da tarde, No alto do morro em teu colo adormecer Contemplar o teu rosto, Sob a luz de um novo luar.


Ana Paula Duarte

Pinnah

Imagem
Un cobarde y vil obstruido mi camino Hecho piedra angular rechazada Reducción de mí a un destructor
Del desierto de los sueños. Nunca he estube tan sola Y nunca me encontró así. Está aquí, el miedo ahora, Y lo que era una noche fría Entre relámpagos y truenos Lo que terminó de congelación mi corazón Y lo hacen en reposo vegetativo, Dio lugar a la aurora de un día Sorprendente y sorprendió Cuando el corazón comenzó a latir de sonido Y cuál fue la piedra angular para algunos, Ahora era la  roca principal¿ Y todo lo que dolorosa, Los días nublados y suaves, Entrado en una contante disonantes Y la magia surgió  de nuevo en mi alma Recuperar el sueño, que te conocí, Pinnah¹, Pinnah! Juntos podemos construir nuestros castillos