Pinnah


Un cobarde y vil obstruido mi camino
Hecho piedra angular rechazada
Reducción de mí a un destructor
Del desierto de los sueños.
Nunca he estube tan sola
Y nunca me encontró así.
Está aquí, el miedo ahora,
Y lo que era una noche fría
Entre relámpagos y truenos
Lo que terminó de congelación mi corazón
Y lo hacen en reposo vegetativo,
Dio lugar a la aurora de un día
Sorprendente y sorprendió
Cuando el corazón comenzó a latir de sonido
Y cuál fue la piedra angular para algunos,
Ahora era la  roca principal¿
Y todo lo que dolorosa,
Los días nublados y suaves,
Entrado en una contante disonantes
Y la magia surgió  de nuevo en mi alma
Recuperar el sueño, que te conocí,
Pinnah¹, Pinnah!
Juntos podemos construir nuestros castillos
De los residuos y los parches,
Nuestra fortaleza aparecerá
Y nuestros sueños se levantarán
Estamos ganando.

¹ Em português Pedra angular, do hebraico pinnah.


Ana Paula Duarte- Hoje treinando o que aprendeu no Espanhol Instrumental.=D
Que bom que a Pinnah está comigo!

Comentários

Digo disse…
Sempre ansiando pela felicidade.
xD
Daniel Savio disse…
Interessante a poesia, mas esta pedra angular na nossa somos nós mesmos...

Fique com Deus, menina Ana Paula Duarte.
Um abraço.
Ana Paula Duarte disse…
Que bom que vc entendeu Daniel, a minha Pinnah nada mais é do que Aníssima...A minha cosnciência tão doidivaANAS...*
Belíssimo texto, moça. Transpira inspiração. Se lá, em meio às minhas carnais teologias, vc se sente a vontade pra pensar, aqui, Ana Paula Duarte, me sinto a vontade pra sentir. Um cheiro na, testa, minha querida e distante semeadora de sentimentos.
Anísia Neta disse…
Ana!!!
Adorei o textooo!!! A experiência com o sagrado passa necessariamente pelo corpo, pelas emoções, pela razão. E pedra angular é mesmo uma boa analogia, pois o Absoluto em nossas vidas nos dá a base para o verdadeiro EU. A base que precisamos pra deixar surgir o que já somos!! Voltar pro Pai é voltar pra gente mesmo...

Vc... como sempre... Aníssima!!!!!!!!!!!
Parabéns!!
E pelo espanhol tb... rssss
Ana Paula Duarte disse…
Neta minha filha, vc lê mentes??
Nossa, sintonia perfeita, pois enquanto escrevia, era o q tentava suscitar na imagética do poema...Viva nossa Pinnah \o/
Bjos e obrigada pelos comenst meus queridíssimos!
Não entendi nada, mas só de vir aqui deixar aquele abraço pra vc valeu e muito, vc é muito querida.

beijooo.
Táxi Pluvioso disse…
E diz-se que os espanhóis vão conquistar Portugal, e nós vamos viver em submarinos :-))) good week
paula disse…
En español, uii, mui sexy!

Sua pinahh sempre esteve aí querida, vc q estava cega diante da situação.
Bjos.
"Quando alguém pergunta ao escritor o que ele quis dizer, é por que um dos dois é burro."
Mário de Andrade

Postagens mais visitadas deste blog

O olhar de Margot sobre a vida adulta

O Profeta