Sete minutos



Quer saber como acabar com um amor em sete minutos?
Eu sei!
Destile o seu mais profundo e letal veneno, todas aquelas palavras feias e cortantes que a autodefesa permite.
Use e abuse do orgulho, da prepotência e sinta-se superior.
Esconda a dor, manipule o nervoso, a falta de ar, o desespero...
Forje!Finja- se um ser de pedra, é sim...De pedra.
Não se arrependa, não chore, não sofra. O teatro precisa de você!
Depois, sorria e finja que é feliz, julgue-se superior, desminta que sente falta, diminua e relampeje!
E por fim, corte os pulsos, quando cair em si e descobrir que de nada vale toda essa palhaçada quando se ama e se quer de verdade.
Em sete minutos se vão as esperanças de uma vida, de um amor, ou simplesmente uma amizade...
O mundo pode acabar em sete minutos.
Sete minutos, os mais insanos da minha vida.

Ana Paula Duarte.

Comentários

BOM DIA!

Muita paz,
muita alegria,
muito amor e
muita saúde!

beijooo.
Alisson da Hora disse…
às vezes menos do que isso derruba...

;)
R.Vinicius disse…
Ana,

- Em sete minutos diversas coisas podem e talvez aconteçam; e fiquei curioso em saber o que houve, contigo, com relação ao texto, pois como sabe - eu quero o melhor a ti. Espero que esteja tudo bem. Qualquer coisa me envie um E-mail, tá?

Abraço.
Daniel Savio disse…
Espero que não esteja querendo realmente acabar com alguém realmente...

Fique com Deus, menina Ana Paula Duarte.
Um abraço.
Branca disse…
Às vezes nem precisa tanto!
A indiferença, essa sim, é cortante!!!

Gostei daqui, seus textos são muitos bons, mas, espero que sejam só palavras mesmo, que não tenha passado por esses sete minutos tão doloridos.

Bjo.
Ahaha Teatro Mágico é ÓTEMO...amo demais também...E melhor ainda é sua visita no meu blog...sou nova neste mundo do "blogofera"...e tem sido uma experiência agradável poder participar dessa rede de relacionamento, onde pessoas desejam os mais belos sentimentos a outras.

Gosto muito de poemas, poesias...escritos..enfim...tudo que há letras em um contexto. Assim como admiro os escritores.
______________________

Comentando este teu mais novo poema, gente, como é possível hein acabar com um amor, em sete minutos...eu bem sei isso na hora da raiva, qndo a gente briga com o namorado...Aff...Existem palavras que ferem o coração e desatinam a alma!
____________________________

Mais, então vou seguir teu blog, espero receber mais suas visitas.

Muito obrigada pela sua, tenha uma semana abençoada por Deus, com paz, saúde, proteções divinas.

Com Carinho, Lú.
MEUS PENSAMENTOS disse…
NOSSA ANA QUERIDA AMIE!BJINHOS PRA VC!
{nanda}_FX disse…
Amei teu espaço

Parabens pela forma como passeia pelas palavras, dando vida e sentimentos a elas... tornando-as simplesmente palpaveis...

beijos
tossan® disse…
Amor é outra coisa...Um dia você vai ver e sentir. Beijo
Sonia Schmorantz disse…
Verdade...leva-se uma vida às vezes para construir um amor, e minutos para destruir, como se fosse de areia..
beijos,lindo fim de semana
quezia disse…
em sete minutos..
olhe pra vc em frente a um espelho bem grande...que caiba toda sua (in)sensatez, inteligência,esperteza,alegria,honradez..um espelho bem grande que te revele o quanto de fato necessitaria muito mais que sete minutos pra desvendar tudo o que todas as palhaçadas são capazes de esconder.você é mais que sete minutos amiga.você é uma vida toda, e sete minutos é muito pouco(pouco demais)diante de tudo (quase nada) que esses sete minutos revelem,e por mais que sete minutos pareçam anos...o tempo sempre passa..e outros milhões de sete minutos irão se passar..vc vai ver.!!
te amo sempre
Raoni Lôbo disse…
brutal sua opiniao... mas sabe como eh ne?! acredito mais...
Bandys disse…
Ana,
li esse texto em dois minutos num blog..


Amar é permitir sempre; amar é compreender sempre; amar é deixar que o outro vá — ou que fique, se assim o desejar; amar é respeitar todos os direitos humanos da pessoa amada; amar é jamais ter ciúmes; amar é não ter medo de perder. Amar é não forçar nada — nem sequer um beijo; amar é não fazer perguntas desnecessárias ou indiscretas — muito menos na hora errada. Amar é deixar fluir a relação em todos os sentidos. Amar é incentivar o vôo livre que o outro possa estar querendo, e às vezes até mesmo empurrá-lo com ternura para o abismo gostoso do desconhecido profundo. Amar é respeitar com devoção e aplaudir com entusiasmo o desejo de saltar que o outro às vezes tem. Amar é reconhecer afetuosamente o direito que o outro tem de fazer suas escolhas, todas as escolhas — mesmo que algumas eventualmente me excluam...

Devo colocar sua poesia hoje, te aviso ta?

Beijos
Bandys disse…
Voltei pra te avisar,
Voce já esta lá.

Obrigada e mil beijos
Cacau disse…
Mas..

Em sete minutos,
com um olhar, um carinho, um jeitinho de falar, de agir.
Um toque, aquela palavra certa e sincera, no momento certo.
Ou.. com uma simples poesia..
mostrando que se preocupa com a outra pessoa.

Em sete minutos, você pode conquistar um coração e, dele conseguir uma amizade, um amor de verdade.

Parabens pelo blog.
Beijos
Cartas Brancas disse…
-Realmente fatal acabar em sete minutos o amor! Expressa-se progundamente os despraseres de quem tem medo de afundar e se perder em um grande amor. Mas acredito que "todo momento é momento, e o que se for para ser independente de medo ou não acaba se concretizando".


Bjoss tudo de bom para você!
thiago_dancer disse…
em sete minutos pode mesmo acontecer muita coisa minha amiga, nesses mesmos minutos podem acontecer coisas boas tabém, é tempo mais que suficiente para apaixonar-se, mesmo que a paixão só dure sete minutos, sete minutos: tempo de um café, tempo da fila do banco,tempo de acompanhar aquela mulher que anda absorta pela calçada até virar a próxima esquina.
Majoli disse…
Olá Ana Paula, mas não é que eu estava mesmo precisando de uma receita pra esquecimento...

Gostando do teu jeito de escrever, vou te seguir pra sempre ver as novidades.

Obrigada por ter ido no rabiscos, fiquei muito feliz.
Beijos no ♥
O Profeta disse…
Não sei quem vence!
Não sei quem leva a melhor
Só sei que um sorriso teu
Fez desabrochar das pedra uma flor

Com ela teci um tapete
Engalanei a sombra dos teus passos
Escrevi um derradeiro pedido numa pétala
Rogando a infinita ternura dos teus abraços



Doce beijo
Cadinho RoCo disse…
Sete minutos sagrados por permitirem dizer tão expressivo.
Cadinho RoCo
Saulo Nunes disse…
oi axei seu espaço no blog da Bandys!!!

gostei daki to seguindo

bjo
Pena disse…
Olhe, Doce Amiga Genial:
Em sete minutos é capaz de granjear admiração.
Mas, nenhuns sete minutos terminarão com a meu respeito, admiração e dedicação em comentar este espaço maravilhoso.
Por isso desista. Sou persistente.
Com o maior respeito, estima e consideração.
Admiro-a, sabia?
Beijinhos amigos.

pena


Linda...!
É uma honra estar aqui sete minutos.
Bem-Haja, pelo seu talento ímpar.
Adorei.
Beto Lopes disse…
Em segundos, Pedro renegou Cristo por 3x, 7 min é tempo o suficiente pra vc decidir uma vida...

Parabéns pelo Blog, Ana Paula! =]
Pessoal, gostei da interatividade!

Um abraço a todos!
Milena Sant'Ana disse…
Ana, parabéns pelo Blog! É simplesmente maravilhosoooooooo e mereces todos os elogios que tens recebido! Belos textos tens aqui! Bjão!!
O Sibarita disse…
Ô, é assim, é? Dona moça marvada, ó Deus! kkkkkkkkkkkkkk

Raapaaaaazzz se a moda pega, oi eu vou é me picar, fuiiiii! kkkkkkkkk

bjs
O Sibarita

Postagens mais visitadas deste blog

Término Pós- moderno de um idílio amoroso

Escreva, Ana!

O olhar de Margot sobre a vida adulta