O tempo

O tempo cura toda ferida
Por mais dolorosa e exposta que seja.
Ele nos prega peças;
Faz que vai demorar, no entanto...apressa-se!
Ameniza certos males...
Por que tem poder para isso,
Por que nele nada é infinito,
A não ser ele mesmo...
E não há mal que dure eternamente,
Eu que pensava em minha dor implacável,
Que outrora encobria minha essência,
Ontem mesmo passou...
Como poeira ao vento,
Num silêncio sepulcral.
Foi tênue...
Presente-dom do senhor Tempo,
Este que rege nossas vidas
E cobra cada minuto com rigidez...
É contra ele que lutamos todos os dias,
Tempo, vem tempo ...rei!
A cada tempo nos ensinar a viver.


Ana Paula Duarte

Comentários

Wagner disse…
Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo... (Caetano Veloso)

Pois é Ana, nada melhor que o tempo para nos fazer pessoas melhores, curar feridas e nos dá novos mundos.
Parabêns, excelente escrita.
Lorena disse…
Lindooh!
Massa mermo esse blog!
hehe
Tem q ganhar dinheiro com ele e me dar!
kkk
Massa!!
Nooooooossa!
Lá vem vc de novo mandando ver!
Esse é bom pra caramba tb!
Menia, tua forma de escrever tem evoluído... Venho observando isso... A forma principalmente.
Parabéns fia, num pára de escrever naum viu?!
Ainda quero ir no café social do lançamento do teu livro, ficar lá toda boba enqto vc faz dedicatórias, e falar pra pessoas que nem conheço na tentativa de me gabar: "pô, ela estudou comigo sabia?! eu a conheço a um tempão..."
hahahahaha
bj

Postagens mais visitadas deste blog

Término Pós- moderno de um idílio amoroso

O olhar de Margot sobre a vida adulta

Escreva, Ana!