Revolta

Acabou de dar no jornal a notícia oficial sobre a morte cerebral da Eloá...Sabe o que eu acho? Ela já estava morta desde a segunda-feira, quando o seu ex-namorado, o tal Lindemberg, que de lindo nem mesmo o nome, movido pelo diabo do seu caráter aliado ao diabo entidade do mal, invadiu seu apartamento e a prendeu ali sob a mira de um revólver.Por que eu acho isso? Ora, ele foi ali para cometer o crime, comprou arma, organizou um horário...Só não percebeu quem ainda acredita em conto de fadas.
Isso suscita a discussão sobre a questão da possessividade nos relacionamentos.A maioria dos relacionamentos é enredado por um ciúme doentio e imbecil, afinal ninguém é dono de ninguém...As pessoas sentem necessidade de alguém que as complete...Pois bem, nós precisamos que Deus nos complete!Não devemos buscar o que nos falta no outro, ser falho e incompleto, humano.Temos que entender o real significado de um relacionamento meu povo, pois não é esta entrega absurda do corpo e da alma, não é essa dependência física, esse emaranhado jogo de ciúmes e confusões...este estar cego eternamente.A partir do momento em que brigas são constantes e já não se é feliz, é hora de tomar rumos opostos e adeus baby...Vocês podem estar me achando radical e até mesmo frívola, confesso que sou racional sim, mas ainda acredito no amor, um amor brando e maduro, que acima de tudo, me faça bem, caso contrário não há motivos para se estar junto. Afinal "mais vale uma pequena chama do que um grande fogo que se queime".
Espero que as meninas brasileiras depois desse caso retirem suas barbies do armário...E que os adultos revejam seus relacionamentos...No mais, deixo aqui todo o meu sentimento de tristeza pela vida de uma jovem, cerceada brutalmente por um insano problemático.O Brasil está de luto...Todo o mês ouvimos isso...É um João Hélio...É uma Isabela Nardoni...e agora foi a Elóa...Que país é esse? Vos afirmo:É A PORRA DO BRASIL!

Comentários

Ana Paula Duarte disse…
Tou postando aki pq o guri postou no lugar errado :p:

cleyton disse...
mandou ver no assunto da eloa vei!!
alias todo o blog ta d parabens. teu mundo eh louco mesmo!!!
visitarei ele sempre!!!
abraços

19 de Outubro de 2008 00:50
"As pessoas sentem necessidade de alguém que as complete...Pois bem, nós precisamos que Deus nos complete!Não devemos buscar o que nos falta no outro, ser falho e incompleto, humano."

Esse trecho resume bem o que aconteceu ali... Agora temos mais uma jovem tragada pelo desequilibrio de outro.
Nem sei direito o que pensar, tô começando a achar que a tendência é mesmo piorar sabe...
Bom o seu texto Ana, que nós possamos estar buscando serenidade nos relacionamentos, e muito discernimento também.
Triste, adeus Eloá e que Lindemberg se arrependa...É a única coisa que minha integridade permite desejar a ele.
Inside Me disse…
nossa, fiquei surpresa, sabe q foi aqui q soube q ela tinha tido morte cerebral? pois é, num sou mt de ver tv, muito menos aos domingos, poxa q miséria viu, aquele inseto queria mesmo era matá-la, poxa uma criança de apenas 15 anos, meu Deus! oh mundo miserável esse =/
post mt bom, menninaaaa, bjs
Eu só tenho a lamentar pelo papel da mídia.
Que lástima!
A rede globo, em busca de audiência, põe em risco a vida de duas pessoas!
Fico revoltada com a espetacularização e o sensaionalismo midiático. Isso não é jornalismo, é guerra pelo Ibope e, por conseguinte, por dinheiro.
A vida pouco vale, é quase um souvenier!
beijos e borboleteios!
JOICE WORM disse…
Ops. Grande desabafo, Paula.
A vida tem destas coisas. Talvez, algumas pessoas venham ao mundo para serem protagonistas de absurdos para servir de meio de críticas. Quer dizer. Para serem instrumentos de aprendizagem para outros. O meu medo é que ninguém aprenda nada e as vítimas sejam constantes... Enfim. Um beijo à Eloá lá onde ela estiver...

Obrigada por visitar-me no Pequeno Milagre, linda.
Cadinho RoCo disse…
Associo-me às suas palavras num mesmo teor de indignação e, se for o caso, rigor. É totalmente absurdo querer colocar o amor aí.Isto chama-se perversidade, covardia, insanidade da grossa. Nem reputo como procedimento de entrega aí, porque entre a entrega e a cega submissão vai enorme diferença. O amor é troca cumplicidade sadia em que um ser completa o outro em franco processo de libertação mútua. O Brasil está de luto sim e leio sua publicação como legítima homenagem à Eloá que não teve nem chance de conviver com a inocência dos seus 15 anos, em paz.
Cadinho RoCo
Evandro Bernardi Vonscharten disse…
Nossa Ana, você escreve muito bem! Acredite, além de uma excelente profissional em letras, vc é uma jornalista já e, vou além, uma excepcional Promotora de Justiça só falta passar no concurso do Ministério Público). No mais, descreveu os fatos como Promotora, senão vejamos:
" quando o seu ex-namorado, o tal Lindemberg, que de lindo nem mesmo o nome, movido pelo diabo do seu caráter aliado ao diabo entidade do mal, invadiu seu apartamento e a prendeu ali sob a mira de um revólver.Por que eu acho isso? Ora, ele foi ali para cometer o crime, comprou arma, organizou um horário...Só não percebeu quem ainda acredita em conto de fadas".
O promotor concluiria assim: E por isso, Senhores jurados, venho, como representante do Ministério Público, diante dos senhores para pedir a condenação do Réu a pena máxima, porque não restar dúvidas que o Autor do delito agia com mais puro dolo (vontade livre e consciente de cometer o tipo objetivo do crime de homicidio).
hehehehe

Parabéns!!

Evandro Bernardi Vonscharten
Ana Paula Duarte disse…
Eita Evandroo...menos, menoos!
Rs...Obrigada meu querido, adorei a parte em que vc me qualifica uma jornalista...Pois é o que eu pretendo ser!
Bjos!
Esse negócio já deu o que falar... e ainda bem que na maioria dos blogs que eu entro que fala sobre isso, são abordando assuntos mais pertinentes e trazendo para nossa vida e na forma como as pessoas vivem... no caso o cíumes doentio!!! Isso sim tem que ser abordado, porque o crime mesmo... infelizmente, existem crimes muito piores todos os dias...

Obrigado pela visita, apareça mais vezes.
Dayane disse…
Dayane Carneiro
Qualquer coisa q eu disser aqui, será merá redundância... Vc disse tudo Ana, texto ótimo, linguagem acessível, inteligencia nas idéias... essa é a minha abiaaaaaaaga... Continue assim, és mais do q uma grande jornalista! Sucesso ainda mais!!!!
Gabriel disse…
Ana,
Parabens, continue postando suas idéias e sentimentos!!!!
Apaixonei-me por esse blog, ainda não terminei de lê tudo, mas agora visitarei Constantemente!!!
Sucesso futura jornalista!!!
bj
Sds.
Sergio Bianchi disse…
Oi Ana!... Antes de tudo, muito grato pela visita lá no blog... Em seguida me desculpo pela devora em retribuir... É muita correria, e quando finalizo meus dias, tenho certesa que eles tem muito mais que 24 horas!... Mas é do jogo!... Amiga: Você foi absolutamente precisa em sua análise sobre o caso Eloá, e penso que amor não tem nada que ver com este comportamento.
Enfim, é "só" mais uma vida que se foi, e até que uma nova tragédia surja e nos mergulhe no torpor da barabárie, vamos assistir todo tipo de discussão improdutiva.
Dura e carregada de desesperança a vida dos nossos jovens... O desamor tomou lugar no coração de todos!... Triste, muito triste.
Beijos, e mais uma vez, obrigado pela visita.
R.Vinicius disse…
Creio na minha humilde opinião que o ser humano ama o poder, o poder que há entre um relacionamento, além de ter a falsa idéia de que tendo alguém do seu lado, não existe solidão. Dizia Proust "Não tenho ciúme do seu corpo, da felicidade que tanto te desejo. Quando aos poucos me despreender das coisas materiais, aí sim não sentirei mais ciúmes." Quando alguém comete o crime de tirar a liberdade do outro, creio, acabou o amor ali ou qualquer sentimento que tenha existido. Por isso acredito fielmente que o tal assasino da jovem, no momento que a manteve em cárcere privado, demonstrava que não a amava, mas amava algo totalmente diferente.
Gostei da forma como você escreve, ótima jornalista!

Abraço, até breve,

R.Vinicius

Postagens mais visitadas deste blog

O olhar de Margot sobre a vida adulta

O Profeta