Prolixidade

Vagarosamente abri um livro.Fui passeando pelas páginas, sem nenhuma obrigação. Tateando por toda aquela substância antiga e que cheirava forte- o papel.
Contemplei algumas linhas, em leitura dinâmica entendi o que bem quis.
Voltei, li e re-li! Quando dei por mim, estava de cochilo por cima do velho livreto, sem pretenção, sem preocupação, sem obrigação. Segui minha leitura e me reportei à outras dimensões.
Estive presa ali, dentro daquele livro, por uma, duas, sabe-se lá quantas horas...Eu não cronometrei.Eu não me importei, eu tinha tempo a vontade, eu estava na ociosidade e fiz com esmero aquilo que mais faço cotidianamente:render-me a prolixidade.

Demorosamente segui minha viagem.
Pra quê a pressa?
Eu ja não estava em meu quarto, já não era uma cama que me abrigava e minha humilde estante era um mundo vasto de possibilidades.

Foi uma tarde tão preguiçosa e tão minha!
Fazia tempos que não me refestelava assim, sob um livro, num banquete literário, em uma tranquila tarde de domingo, onde demoradamente, fui me deliciando e absorvendo tudo o que aquele objeto antigo tinha para me oferecer.

Fernando Pessoa que me perdoe, mas ler não é maçada e ter um livro pra ler e fazê-lo depreocupadamente sim que é um prazer! Aquele subversivo encantador que me perdoe, mas adoro fadar-me em leituras, inclusive as dele. E eu já havia esquecido o quão prazeroso era.

Algumas frases que reforçam um pouco o que eu disse, de pessoas mais conceituadas que eu:

"A leitura após certa idade distrai excessivamente o espírito humano das suas reflexões criadoras. Todo o homem que lê de mais e usa o cérebro de menos adquire a preguiça de pensar." Albert Einstein

"A leitura de um bom livro é um diálogo incessante: o livro fala e a alma responde." André Maurois

"Dupla delícia/ O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado." Mário Quintana

E finalizo com esse poeminha que resume tudo:


Viajar pela leitura


Viajar pela leitura
sem rumo, sem intenção.
Só para viver a aventura
que é ter um livro nas mãos.
É uma pena que só saiba disso
quem gosta de ler.
Experimente!
Assim sem compromisso,
você vai me entender.
Mergulhe de cabeça
na imaginação!

Clarice Pacheco


Sem mais delongas, me despeço,

Ana Paula Duarte.

Comentários

Um caro cidadão disse…
Foi assim que, certo dia acordei, abri os olhos e vi, da minha janela, a china de Mao Tse Tung, descrita por Anchee Min.





Êêê... como é bom perder-se num livro e achar-se na realidade sem saber qual deles é o que é.




Sorte tua, essa tarde, viu, Ana?



Abraço imensoooOOOO!
Daniel Savio disse…
Pelo jeito, alguém viajo realmente na essência do livro...

Fique com Deus, menina Ana Paula Duarte.
Um abraço.
Ai que vontade de ler um livro neste exato momento. Já! Agora! Right now!
Que [boa] inveja de você. Preciso de um livro!!!

João Paulo
Ana Paula Duarte disse…
Ainda não exaurida, deixo aqui nos coments uma frase que por esquecimento não coloquei na postagem e posto agora aqui!

"Quem lê pensa mais e quem pensa mais jamais será escravo da ignorância."

Não recordo o autor no momento :(

Abraços!
Um caro cidadão disse…
- e é China!
- Muito obrigado.


¬¬'
Gutox disse…
Muito bom hein rsrsrs
Passar uma tarde ociosa com um livro nas mãos é uma otima idéia
minhas tardes de domingo passo apenas com o rosto grudado no lençol da cama.
Mas se tiver uma boa leitura por que não aprecia-la?
É um momento tão único e especial quando você viaja em cada letra do que está escrito na sua frente que o tempo passa e você não percebe que já está na hora de algum compromisso (isso quando temos né?rsrs)
A leitura energiza os neurônios e nos torna um pouco menos ignorantes e cada vez que leio os posts deste blog,independente de quem escreveu minha ignorância acaba se esvaindo e meus neurônios energizados!
Caio disse…
Concordo com Einstein "...Todo o homem que lê de mais e usa o cérebro de menos adquire a preguiça de pensar." Por isso tenho lido pouco!
Hebert disse…
concordo com einstein e maurois. e seus textos são sempre ótimos. bj
Joice Worm disse…
Bravo! Minha casa é um livro, cheio de outros livros. Minha mente é um livro onde as letras são a quantidade de pensamentos que tenho. Leio, penso, leio, penso... Actuo com menos ignorância a cada dia.
Em resumo, a-d-o-r-o ler!
Uma beijoca para ti,
(estive semanas sem internet, upf!)
Braulio Pereira disse…
oi Ana Paula

vim desejar-lhe feliz semana

eu estou preparando minha viagem a Portugal abril e maio vou fazer uma breve pausa estarei em alenquer-Portugal
mas voce vai no meu coraçao..

beijos querida amiga!!
Déia disse…
Ler é se apoderar do saber...

E parar pra pensar, retroceder... ampliar...

Eu me entrego a cada livro!

Bj
lis disse…
Ana Paula
Viajar pela leitura é sempre muito bom
principalmente assim preguiçosamente , sem pressa.
Adorei o texto descontraido !
boa semana,sempre ótimas leituras
beijinhos
C@urosa disse…
Olá minha cara amiga Ana Paula, a leitura nos leva sempre para mundos distantes e maravilhosos.Parabéns pela sensibilidade.

Paz e harmonia,

forte abraço

C@urosa
R@mon_Vitor disse…
Perder-se num livro.
Coisa boa, que infelizmente, nem todo mundo aprecia.

P.S: Gostei do novo visual.
Anônimo disse…
Poucas pessoas terão tardes assim e bem poucas descreveriam magistralmente assim.
Você é rara Ana Paula, jamais se renda a unanimidade.
Beijos,
Ass:Sol
André do Carmo disse…
Maravilhosa tarde, sempre que viajamos numa leitura temos a liberdade de nos deslocar mentalmente para qualquer lugar, para onde a leitura nos levar....engraçado que quando me sinto assim, na cena, envolto pelo universo literal, acho que até as influências REAIS desaparecem, e me inclui alí, naquele universo...sem noção de tempo/espaço...e quando achamos que lemos durante 10 minutos, ai vem a surpresa...já é noite e nem percebemos ela chegar!!!!!

Meu mow...mto lindo o texto

bjo bjo!
Braulio Pereira disse…
faz-me sonhar
essencia de mulher
no teu arrulho vou estar
teu céu azul quero ter.


beijos!!
Vim agradecer seu carinho amiga, obrigada.

Ótimo dia pra vc.

beijooo.
Lucimar Sant`Ana disse…
Olá!
Concordo com sua frase, a leitura dá o caminho para a evolução e ainda te tira da escuridão.
A pessoas não se tornam diferentes, mas passam a compreender a lógica com outro entendimento.
Adorei mesmo!
Tenha um ótimo dia.

Beijos.

Lucimar
Everson Russo disse…
Nada melhor do que uma boa leitura pra nos fazer sonhar, viajar longe, voar com os pés no chão,,,amar,,,sentir os sentimentos.....beijos querida e uma linda tarde pra ti.
Flavih Jones disse…
Tem coisa melhor do que ler?

Perfeito tudo q vc disse.
*.*
Bandys disse…
Ana,

Li muito pelo Brasil afora!
No momento leio Fernão Capelo Gaivota conhece:? Lindo demais....

Mas sem sombra de duvida me considero uma leitora compulsiva,


Beijo e uma fds de muita luz amor e leitura

Postagens mais visitadas deste blog

Término Pós- moderno de um idílio amoroso

Escreva, Ana!

O olhar de Margot sobre a vida adulta