O vento




Nas madrugadas frias e também nas de calor
O vento da noite me chega com lembranças suas...
Já não me assusto, já nem questiono e nem amedronto.
Nada voltou a ser como era.
Por mais que se tente parecer racional e calculista,
A s lembranças chegam absolutas
E já não me causam dor...
Me causam revolta, nostalgia, revolta, nostalgia.
Nesse ciclo de sentimentos faltou a coragem.
E essa é tudo o que eu não tive.
Resta-me a certeza de que nada ficará como antes...
Nem meus sentimentos, nem a minha respiração, nem os valores.
Você existiu um dia, melhor se não o tivesse,
Mas o passado não se muda...resta-me um futuro de evolução.
Resta-me lembrar nas madrugadas...
O quão importante um dia foi
O quão insignificante é,
Tornando-se vivo apenas nas madrugadas.
As lembranças que te trazem e não eu.
O meu amor um dia tornou-se ódio,
Que logo tornou-se algo inexplicável...inerte.
Subentendido...hoje em mim desconhecido.


Ana Paula Duarte

Comentários

Dayane disse…
Essa palavra "comentário," na minha opinião é mal empregada, não posso vir aqui fazer um "comentário" a respeito de Ana, dela a gente fala, discursa... Um comentário é mero, é simples demais para o que ela representa, e ainda mais que quando se fala em Ana Paula, uma coisa sempre puxa a outra, por exemplo eu estou aqui para falar sobre a Ana do blog, a literaria, onde seria até redundância citar q és maravilhosa, magnífica, sensível, crítica, profunda... pouco se ver igual, mas aí eu começo a lembrar dela como pessoa, amiga, filha, irmã, sobrinha, que sei q é, pq convivo e sei... Ana vc merece ser muito feliz, pois tudo q vc faz vira ouro aos olhos de quem bem sabe enxergar, e eu como escritora, talvez, só faça sucesso assim como vc, caso eu publique uma biografia sua!!!! Te amo muito, mas antes disso te admiro e te respeito, pq és um ser humano completo, apesar de cada dia q passa VC se complementa com mais e mais... Te amooooo demais AMIGA!
Dayane
Ana Paula Duarte disse…
...
Nem vou comentar abiaga...
só pessoalmente.
...
Eiiiee!
passando pra "divulgar" meu blog ;)
iniciante sabee?!hehehe

ta lindoo akii *.*
Adoreii!

Da uma força la? :D
Beijoo
Bandys disse…
Ana Paula,

Voce esta de parabéns!
Além de seu bog ser show voce escreve muito bem.

Você existiu um dia, melhor se não o tivesse,
Mas o passado não se muda...resta-me um futuro de evolução.
Resta-me lembrar nas madrugadas...
O quão importante um dia foi
O quão insignificante é,
Tornando-se vivo apenas nas madrugadas.



Amei!
bejinhos
Oieee!
aiin,brigada pelas boas vindas ;)
pode deixaar...como eu mesma disse no post "toviciando",quero postar a atualizar toda hora!
hehehehe

logiko que vai ser reciproco x)
estarei aki sempree!
vou ateh add viu?
;*
vim conhecer teu blog.Gostei , lindo, muito bo,.vai virar mania.
Tenha um belo final de semana.
Maurizio
Inside Me disse…
oi meninaaa, adorei seu cantinho aqui viu, bjão no coração! :D
Eiii!
Tem agradicimento pra vc la no meu cantinho ;)
e pra todo mundo que tah me visitando!hehehe

tah mtu fofo akii!
;*
Inside Me disse…
olha eu bem que falo: coisa boa vicia!!! cá estou eu de nov, thanks pela visita! toca aqui: o/*\o
Oi, gostei bastante do seu blog, passarei mais vezes por aqui!
Texto muito bom!
Comentarei mais em breve!
Muito bom seu blog...
Irei visita-lo mais vezes...
Bom final de semana...
Bejos...
Quase Trinta disse…
Lindo texto... nas noites frios ou de calor é qd estamos sozinhos e a saudade fica imensa
Olá Ana

Gostei muito do seu blog e obrigado pelo link.
Já te inclui em minha lista também como Blog da Ana. Se você desejar outro título me avise.

Um abração

Postagens mais visitadas deste blog

Término Pós- moderno de um idílio amoroso

O olhar de Margot sobre a vida adulta

Escreva, Ana!