A verdadeira arte

Na tentativa de desenhar meu porvir rabisco traços ensolarados,
desenho infantil:braços distorcidos,olhos desmedidos...
Só então percebo quão imprecisos são meus quereres derramados e delicadamente abandono o pincel.
Aos pés antes descalços surgem dedos burilados, das telas brancas gotas vermelhas.
Poso resvalada, espero ansiosa.
Sinto uma expectativa quase ingênua como se desenrolasse o papiro dos segredos mais sonoros;
E perpasso por aquelas formas...
Em vários planos se dava aquela feitura,
Ponteiros soltos, gente passante,
Palavras de amor e respostas rasgadas
Misto de regozijo e sacrifício,
E eu aspirante a sândalo.
Tentei agradecer,
Balbuciei frases,
espelhei gestos...
Em vão!
Foi então que chorei.
De minha expressão copiosa surgiu um abraço e num lampejo eu o amei.
Amei com o amor que ele me deu,
Amei deveras, amei e só.
Não fiz perguntas: amei
Não sustive reservas: amei
Sem racionalidade: amei
Sem um por que: amei.
Artista maior, homem amado,
Espero-te de volta...Vorazmente te espero,
Vem e me leva contigo
Pois dependente me fiz dos teus traços.

(Cleide Silva, amiga, artista, querida.)

Comentários

Ana Paula Duarte disse…
E é este o verdadeiro amor...o amor maior!
Anônimo disse…
Ola! Primeiramente, quero dar os parabéns a Ana Paula pelo blog! Está lindo! Como é bom ver as pessoas fazerem bem o q gostam! E como vc cresceu ao longo do curso, Ana! Eu pude perceber com certeza! Parabéns! Gostei mto tb do texto de Cleide! Uau...muito bom! Continuem assim, pq vou adorar vir aqui só prestigiar vcs! bjos
Graciellen
Ana Paula Duarte disse…
Qta lijonjaa!
Disponhaa!
bjoos.
gutox disse…
Depois q vi esse poema vi que ainda tenho q aprender a escrever bem,ta muito lindo e ainda mais que fala do Amor Maior,que é o melhor e mais ublimes de todos os amores!
Anônimo disse…
Amiga, tenho q admitir q nada teria a mesma graça sem vc, seu trabalho aqui está mostrando bem seu estilo de ser, muita sensibilidade e um bom gosto inacreditável! Quero q saiba q vc veio para me mostrar o lado interessante das coisas, em especial a amizade e o prazer pela boa leitura! Continue com esse trabalho maravilhoso, elevando a literatura com seu toque mais do que especial!!!! Te amo!
Dayane
Ana Paula Duarte disse…
Thank´s meu povo..minha abiiiagaa!
:p
Ai!
kkkkkkkkkkk
Eita que Ana colocou esse poema...
rsrsrsrsrs
Quem lê assim até pensa...

Nem sei quem é esse Gutox,
mas obrigada!
hehehehe
Tu é muitO exagerado: "Depois q vi esse poema vi que ainda tenho q aprender a escrever bem"
huahauahua
FALA SÉRIO, NUM É MESMO ASSIM NÃO! (rsrsrs)
Mas realmente é de Um únicO Amor Maior...
O Nosso Cristo( Te amU Jesus, Tu é lindO sabia?!)

PS.: ANA CÊ ARRASA MINHA FIA!
Prefiro num comentar...

Postagens mais visitadas deste blog

Término Pós- moderno de um idílio amoroso

Escreva, Ana!

O olhar de Margot sobre a vida adulta